domingo, 18 de outubro de 2009

Jenson Button: Campeão Mundial de F1 2009

É, não deu pra Barrichello...

Jenson Button produziu hoje uma daquelas pilotagens que dificilmente são esquecidas.

Se ano passado Lewis Hamilton levou a taça, mas não sem antes colocar uma colônia inteira de pulgas atrás da orelha de todo mundo, este ano Button fez o contrário.

O piloto da Brawn #22 foi incrível, rápido, convincente, agressivo, seguro, enfim. Todos os adjetivos que cabem a um campeão podem ser usados para descrever Jenson.

A comparação entre Hamilton e Button cabe apenas ao GP de Interlagos, claro. O GP que decidiu o campeonato tanto ano passado como este.

Mas Button foi determinado para não correr o risco de colocar tudo a perder em Abu Dhabi. E fez certo. E fez bem.

E a sorte deu uma mão danada pro inglês. Como Rubinho cansou de dizer este fim de semana, "só se tem sorte quando se trabalha".

Hoje Button trabalhou muito. Trabalhou demais. Arregaçou as mangas e meteu a mão na massa. E, claro, a sorte veio faceira, sorridente, feliz de abraçar quem fez por merecer.

A festa de Button foi bonita. Foi emocionante ver o abraço de Button pai e Button filho, porque quem reconhece o trabalho e o talento do outro sempre fica tocado quando esse trabalho gera resultado. Os frutos são sempre mais doces.

Hoje não cabe análise de tempo de volta, de pit-stop, de stints, estratégia de pneus ou penalidades.

Hoje cabe apenas parabenizar à Brawn GP e Jenson Button pelo irrepreensível campeonato. Irrepreensível porque não interessa em que ponto do certame a Brawn foi dominante. O que importa é que no somatório, a constância foi premiada.

E, claro, não dá pra não parabenizar Rubens Barrichello, que mais uma vez se mostrou um ativo magnífico para a equipe da qual faz parte.

Sem ele, a Brawn GP certamente teria muito mais dificuldade para ganhar o título. Quiçá a possibilidade de vencê-lo diante da Red Bull. Mas Rubens é assunto para outro post.

Hoje é dia de Jenson Alexander Lyons Button, 29 anos, piloto da Brawn GP e Campeão Mundial de F1 2009.

Congratulations, Jenson!

2 comentários:

Paulinho disse...

Infelizmente para o Rubens, o campeonato se vence pela somatória de todas as etapas do campeonato. E neste caso, Button conseguiu colocar o título no bolso graças a fantástica primeira metade do campeonato. E sua atuação no GP Brasil foi digna de um campeão. Parabéns Button!

Ron Groo disse...

Button lembrou seus bons tempos de Honda, quando a própria merecia ser lembrada por algo.
Nem quando dominou a primeira parte do mundial ele foi tão arrojado e corajoso.
Mereceu o titulo.
Só não precisava assassinar a canção do Queen...