sábado, 18 de julho de 2009

Brawn GP: será que a grana acabou?

No início era só na chuva. Depois apenas em baixas temperaturas. Será que no próximo GP, na Hungria, a Red Bull vai mostrar que seus carros ganham em qualquer circunstância?

O dono da equipe Epsilon Euskadi, Joan Villadelprat, afirmou em sua coluna no diário espanhol El País que, "para a Brawn, a solidão e isolamento desde a saída da Honda (da F1) está começando a pesar".

Segundo o dirigente espanhol, até agora a Brawn viveu do dinheiro da Honda. "Até as atualizações apresentadas em Barcelona foram financiadas pelos japoneses", disse. Segundo ele, a lentidão nos upgrades é notável principalmente em comparação com outras equipes, especialmente a Red Bull.

Ross Brawn já havia dito na imprensa que seu objetivo era o de encontrar um parceiro para as próximas três temporadas para garantir a sobrevivência da escuderia.

Além disso, disse ainda que suas opções já eram muitas, mas que não havia fechado nada por não saber que futuro a F1 teria diante da batalha FIA x Fota.

Coincidência ou não, a Brawn GP perdeu parte de sua considerável liderança para a Red Bull que, por outro lado, tem recursos praticamente ilimitados para desenvolvimento, e os tem usado com maestria.

A equipe austríaca tem na fábrica o dobro de pessoal que tem hoje a Brawn, sendo que dezenas deles foram recrutadas da própria concorrente quando a ex-Honda mandou embora cerca de 300 pessoas no início do ano.

Tem também uma equipe base para desenvolvimento de talentos, a Toro Rosso, que já deu lucro com Sebastian Vettel. A STR inclusive vem pagando o preço por ser a "segunda equipe" energética, pois parte de seu orçamento certamente está sendo direcionada para a matriz.

O dono da Red Bull, Dietrich Mateschitz, e seu braço direito na F1, Helmut Marko, sabem bem que a chance de vencer o campeonato pode nunca mais se repetir, por isso é certo que a Toro Rosso vai pemanecer na rabeira do grid com ou sem Sébastien Bourdais no cockpit.

Diante disso, é válido supor que Ross Brawn não esperava uma ascensão tão poderosa da Red Bull este ano e, por mais que o orçamento de 2009 estivesse controlado, a hipótese de ter que gastar muito mais dinheiro até o fim da temporada pode fazer sim com que a Brawn fique relativamente estagnada, ainda que saia vencedora.

A Hungria vai dar um panorama mais claro da realidade da equipe branca em relação à Red Bull. Tudo o que se pode fazer é supor a situação financeira das equipes, mas o palpite deste blog é que Ross Brawn e Jenson Button estão preocupados, muito preocupados.

Button e Brawn não tão seguros quanto imaginavam

... e quem foi que disse que esta temporada estava chata?

2 comentários:

Ron Groo disse...

Eu penso que a grana ainda não acabou, mas não há previsão de receita para o ano que vem, e isto aliado ao problema de fornecimento de motor que a Mercedes vai criar, já que não poderá fornecer para tres equipes poderá atingir a equipe branca em cheio.

Ingryd Lamas disse...

se nao acabou ta acabando...
Disse desde o começo: "o campeonato ainda nao acabou"
se a roda girou uma vez, pq nao poderia girar de nv? eu to achando otimo, campeonato mais divertido ever!!!
auhahhuahaahuaahuahu

bjoooos